O Contrário de Mim

“Quem é você?”
“Eu sou o contrário”
“Mas o contrário de quê?”
“Não sei”

Procurando os contrários da vida, me encontrei
Mas ainda não sei onde.
Sei que tudo tem um contrário.
Talvez estejam juntos de seus opostos,
talvez estejam juntos de seus sinônimos,
ou talvez pertinho de seus avessos.

Mas qual o contrário do contrário,
o oposto do oposto,
ou o avesso do avesso?
Não sei quem sou.
Mas no meio desse rolo me encontrei, e sou o contrário.
Estou ao contrário,
me desdobrando para achar a resposta, e não consigo.

“Você é o contrário de mim”
“Todo mundo é o contrário de todo mundo”
“E você sabe todos os contrários?”
“Eu sei o meu contrário”
“E o contrário da dor?”
“Não existe. O oposto da dor é o nada”
“E o oposto do amor, é o ódio?”
“Não. Ou é amor, ou não é nada.”
“E o contrário de tudo?”
“Nada”

E de repente,
em um diálogo comigo mesmo,
achei a resposta.
O contrário das coisas, não é nada.
É aquilo que elas não são.
E se não sei quem sou,
sou o contrário de tudo,
ou então talvez,
talvez eu não seja nada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s